video
lua cheia

Inaugurações

Extrato do Jornal Diário de Noticias de 04 de setembro de 1956

Torre da Magueija - Aqui está uma povoação que não vem citada no "Guia de Portugal" mas que existe no concelho da batalha, com os seus 1.830 habitantes, bons e laboriosos camponeses. Situada a meio da encosta de uma serra, de onde se desfruta admirável panorama. Torre da Magueixa constitui notável exemplo de progresso, graças especialmente á Camara Municipal, da presidencia do sr. eng. António de Almeida Monteiro e ao seu povo. Assim se conseguiu ha aproximadamente três anos, construir a escola primária. Onde existia uma lagoa, no centro da povoação, na qual os torrenses se abasteciam de agua, o que, sobretudo no verão, era atentório da saude publica, está a ser edificado um poço e por ultimo em lugar da vereda estreita que era a rua principal pela qual dificilmente passava um carro de bois, já está feita uma rua nova, ampla, aberta... e foi o povo quem meteu ombros á obra, custeando-a. Bem empregados os vinte contos despendidos e bem hajam aqueles que pelo seu esforço realizaram tão importante melhoramento.
Esteve em festa rija toda a aldeia, no passado dia 19. Vieram das cedes do distrito e do conselho os representantes das autoridades, recebidos com palmas e vivas pelo povo. Não faltaram os presidentes das camaras municipais de Leiria e da Batalha e da junta de Freguesia, assim como o senhor comandante da policia. Houve sessão selene na sala da escola primária. Foram distribuidas batas brancas ás alunas, generosa dádiva do sr. Rodrigo da costa Santos. Houve discursos de exaltação do valor das obras empreendidas pela senhora professora e pelos senhor prior da freguesia, delegado escolar e presidente da camara, cuja oração, oi um merecido louvor á povoação pelo amor ao seu progresso. E esta frase - "se todos assim fizessem, não haveria tanta dificuldade em realizar obras, porque só com o auxilio do povo é possivel que os municipios levem a efeito os eus planos de melhoramentos". Seguidamente procedeu-se á inauguração da nova rua principal - linda e significativa festa em que o povo expandiu o seu contentemento e deu largas ao seu intusiasmo pelo Governo da Nação. Musica e foguetes. Vivas clamorosas ao chefe do Estado, ao presidente do Conselho e ao prisidente da camara municipal. E, para que a festa atingisse maior brilho cantaram e bailaram grupos regionais como o já conhecido rancho da Torre. Houve depois um "copo de agua" oferecido pelo senhor francisco Vieira Romão, durante o qual entre outros oradores, o sr. dr. magalhães pessoa, que brilhantemente pôs em relevo a atitude do bom povo da torre da Magueija, exaltou os grandes beneméritos Costa Santos e Vieira Romão e concluiu pedindo ao presidente da camara Municipal da batalha que continuasse a olhar pela laboriosa e honrada gente humilde da povoação, tão digna de respeito e de admiração pela sua acção em prol do bem comum.
Mas, e não obstante o que tem sido realizado, Torre da Maguieja ainda carece de outros e importantes melhoramentos. Só agora conseguiu que, dentro de breve tempo, lhe seja dado luz electrica. Faltam-lhe porém, vias de comunicação, pois só tem uma estrada que a liga á sede do conselho, quando mister se torna possuir outras que sirvam lugares vizinhos, expecialmente a Purolheira, para assim poder ligar a Fatima, grande mercado dos seus produtos agriculas. E, ainda em festa, Torre da Magueija, por intermédio do Diario de noticias, apela ao senhor ministro das obras Publicas para que o governo conceda as necessarias comparticipações do Estado nas obras que tão necessárias se tornam para o progresso da população, cujo povo tem dado sempre o mais salutar exemplo de amor á Pátria, pelo amor á sua pequenina terra.